sábado, 31 de janeiro de 2015

Qual a melhor roupa para meu corpo?

Felizmente somos todos diferentes. Temos gostos, personalidade e formatos de corpo diferentes. Sabe, quando você coloca uma roupa linda, mas, não cai bem em você? No entanto quando você veste um modelo super simples, você arrasa, ou vice-versa. Porque será que isso acontece? A resposta é simples. Temos tipos físicos diferentes, logo, o que fica legal para uma, não fica para a outra.
roupa para meu corpo
Mas, ninguém está longe de conseguir uma silhueta bonita, pois, há sempre uma roupa, um corte ou uma cor adequada para cada tipo físico, que a deixará bem vestida.  Aliás, quem conhece seu próprio corpo, consegue efeitos surpreendentes. O segredo, a grosso modo, é sempre o mesmo para todos: ressalte suas qualidades e esconda seus defeitos.
 VAMOS VER ALGUMAS DICAS DE COMO FAZER ISSO?
corpo triângulo invertido
Como é: Os ombros possuem medidas maiores que a cintura e o quadril.
Como equilibrar: o ombro e o quadril precisam ter medidas proporcionais. Esse efeito poderá aparecer aumentando o quadril.
Roupa para meu corpo: calças volumosas, saias estampadas ou rodadas. Cores escuras na parte de cima.
O que evitar: saias e vestidos muitos justos, ombreiras, saias ou leggings colantes.
corpo pêraComo é: Os quadris são mais largos que a cintura e os ombros. Este tipo de corpo é o mais comum entre as brasileiras.
Como equilibrar: fazer com que o ombros cheguem na medida do quadril.
Roupa para meu corpo: detalhes horizontais, sobreposições, ombros de fora (pois ficarão mais visíveis, dando a impressão de serem maiores), mangas com volume, blusas estampadas.
O que evitar: calças e saias muitos justas ou volumosas, roupas que ficam bem em cima da linha do quadril, assim, como cintos e detalhes, como, bordados (aumentam ainda mais).
corpo retânguloComo é: este tipo de corpo, não tem quase nenhuma curva. Os quadris, cintura e ombros têm praticamente as mesmas medidas.
Como equilibrar: a ideia é criar um cintura.
Roupa para meu corpo: saias rodadas, volumosas para dar forma ao quadril, calças com recortes afunilados ou com cós baixos, cintos largos para dar volume ao quadril.
O que evitar: cintos contrastando com a roupa, blusas muito justas ou curtas, vestidos de corte reto.
corpo ampulhetaComo é: este tipo de corpo tem medidas proporcionas. Os ombros e quadris têm a mesma medida e a cintura é mais estreita.
Como equilibrar: quase tudo vai bem para esta silhueta. A dica é saber valorizar, para não perder as curvas.
Roupa para meu corpo: cintura marcada, faixas e cintos.
O que evitar: roupas largas demais, blusas curtas, modelos com cortes muito reto.
corpo ovalComo é: A cintura tem medidas maiores que a dos ombros e quadris.
Como equilibrar: a dica é afinar a silhueta, disfarçar a barriga e criar uma cintura.
Roupa para meu corpo: deixar o colo a mostra em decotes U ou V, blusas que ultrapassem a linha da cintura, saias e calças retas.
O que evitar: saias rodadas, listras horizontais, blusas por dentro da calça ou saia, calças e sais muito justas, pois, realçam a barriga.
http://www.sitedebelezaemoda.com.br/

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Como se vestir bem no verão gastando pouco


Em virtude das altas temperaturas, vestir bem é mais do que questão de estilo: é uma necessidade para enfrentar o calor de maneira confortável.
Como é a época das grandes promoções, o início do ano também é um convite pararenovar o guarda-roupa! Então, se você está pensando no que vai comprar para se vestir bem e quer saber mais, confira as dicas a seguir:

Como vestir bem para o verão

Dicas para se vestir bem no verão

Modelagem

Fuja dos modelos justos, especialmente das calças. Opte pela modelagem mais solta, que permite uma sensação refrescante para o corpo e evita a transpiração excessiva. Há calçasblusassaias evestidos larguinhos que ficam bem em todos os tipos de corpo, basta procurar o que mais tem a ver com você!
Tecidos
Tecidos arejados como sedacrepe e algodão são excelentes para diminuir a sensação de calor, fora que eles também secam mais rapidamente. Caso você não entenda muito de tecidos, decida qual peça parece leve pelo toque ou até mesmo pelo olhar.

Como se vestir bem no verão

Comprimento ideal

Embora para muitas pessoas o verão seja sinônimo de roupa curta, é possível utilizar vestidos esaias longas com todo o estilo sem passar aquele calorzão. Para isso, a escolha deve ser feita baseada na modelagem e no tecido. Quanto à aparência, vale a pena investir em uma combinação estampa + lisa. Uma blusa floral com uma saia de cor vibrante (que esteja na estampa) forma umlook perfeito!

Shorts jeans

Outra alternativa bastante interessante para se vestir bem no verão é optar pelo shorts jeans de cintura alta. Super em alta, essa peça pode ser utilizada com camisas crepes em ambientes mais formais. Já para ir a uma festa ou a um barzinho, você pode usá-lo com camisas amarradas, deixando à mostra um pedacinho da barriga ou com uma regata básica e um maxi-colar, que ajuda a deixar o visual mais alegre.

Aprenda se vestir bem no verão

Macacões e macaquinhos

Desde 2013, os macacões e macaquinhos voltaram à moda das passarelas e das ruas, pois além de charmosos também são muito versáteis. Os macacões longos ficam perfeitos no ambiente de trabalho e para ir a um restaurante especial com a família. Para complementar esse look e deixá-lo mais elegante, aposte em um maxi-colar e um par de sapatos altos!
Já os macaquinhos se popularizaram especialmente em eventos casuais, como festas, shoppings e encontros entre amigos. É aquela peça confortável e fresquinha na qual você exibe todo o estilo sem se dar conta. Como faz mais o tipo “praia e parque”, o macaquinho fica bem com óculos de sole, nos pés, rasteirinha ou um salto anabela.

Vestido longo

Independentemente da estampa, que é de gosto pessoal, o vestido longo é uma roupa bastante democrática para se vestir bem, visto que pode ser utilizada por todos os tipos físicos e idade. Para quem quer valorizar a cintura, a dica é colocar um cinto, mesmo que seja fino, para marcar essa região e fazer com que ela chame mais a atenção.
vestido longo para se vestir bem no verão
I

Calça pantalona

Larguinha e leve, a calça pantalona tem tudo a ver com essa estação. Para utilizá-la da melhor forma, coloque uma regata por dentro, para marcar a cintura e ficar mais elegante. Além disso, também é importante observar se a calça está tampando o sapato, já que esse é o visual ideal – apenas a ponta dos pés devem aparecer, independentemente do calçado.

Lenço

Cada vez mais popular, o lenço é a alternativa perfeita para prender as madeixas de maneira diferente dos tradicionais elásticos e, consequentemente, aliviar um pouco o calor. Coloridos e versáteis, os lenços são acessórios que remetem aos hippies e são a cara do verão!

Tempo de promoções

Janeiro é o mês ideal para renovar o guarda-roupa, pois a maior parte das lojas aproveita a época para trocar o estoque, oferecendo descontos especiais. Em virtude disso, esteja atento se aquela marca de que você tanto gosta está liquidando algumas peças e prefira comprar, primeiramente, as peças-chave. Ou seja, aquelas roupas que você poderá usar em várias situações. Dessa forma, é possível economizar o dinheiro que poderia usar em um look que pouco iria aproveitar e fazer boas compras.

roupa para se vestir bem no verão
I

Cupom de desconto

Outra forma de poupar uma graninha para se vestir bem é adquirir cupons de desconto, que ajudam a deixar a compra mais barata. Esses cupons funcionam da seguinte forma: você pega um código de determinada loja e, ao finalizar a compra online, o insere para ter o desconto. É uma maneira fácil e prática de economizar para comprar mais!

Pesquisar bastante

Com poucos cliques você pode ir de uma loja a outra sem enfrentar filas nem o calorzão, pois na internet há diversas lojas de roupas. Então, dedique um tempo para fazer as suas compras com calma e economia. Pesquise bastante, compare preços de uma mesma peça e, se necessário, anote tudo para ver qual opção é mais vantajosa. Além disso, tenha cuidado com empresas que não conhece ou ouviu falar para evitar golpes.

Brechós

Há algum brechó ou bazar de roupas usadas próximo a você? Então, dê uma olhada para verificar se alguma peça que seja do seu tamanho lhe parece interessante. Geralmente, esses são os lugares perfeitos para encontrar roupas que não são mais vendidas nas grandes lojas e com preço baixo.
Roupas de brechó para se vestir bem no verão

Troca com as amigas

Caso você tenha amigas com o tipo físico parecido com o seu, talvez seja interessante que vocês troquem algumas peças que não usem mais. Assim, poderá vender bem baratinha aquela sua blusa de que elas tinham gostado ou até mesmo doar. Todas poderão se vestir bem sem gastar muito!
Agora que você já sabe como ficar bem vestida no calor e sem gastar muito, é hora de olhar o que há no guarda-roupa para montar os melhores looks!
Fonte:http://www.sitedebelezaemoda.com.br/

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Jambú – Benefícios e propriedades

Jambú - Benefícios e propriedades


Típica da região norte do Brasil – Amazonas, Acre e Rondônia-, a planta conhecida como Jambú é originária da América do Sul, sendo comumente encontrada atualmente em todo o sudoeste asiático, em particular nas ilhas Mascarenhas e Madagascar. Também conhecida como abecedária, agrião-bravo, agrião-do-brasil, jabuaçú ou jamaburana, a planta jambú é uma erva tenra e suculenta com sabor picante e praticamente inodora.
De nome científico Spilanthes acmella, o Jambú cresce normalmente em locais úmidos, possui folhas ovais e pequenas e flores brancas. A planta pode ser encontrada em supermercados, feiras e lojas de produtos naturais, e possui propriedades medicinais em suas folhas, flores e raízes. Pode ser consumida na forma de chá ou ainda de salada.
Foto: Reprodução

Princípios ativos e propriedades medicinais

Entre seus princípios ativos estão óleo essencial, saponinas, espilantina, afinina, espilantol, filosterina, colina e triterpenóides. Possui propriedades anestésica local, antifúngica, antisséptica, antiviral, diurética e estimulante do sistema imunológico. Pode ser usada para tratamento para dores de dente, problemas de pele, disenteria, cálculo vesical, coqueluche, defluxo, distúrbio estomacal, fraqueza, mordida de cachorro, picadas de cobra, tosse, tuberculose pulmonar, alergias, candidíase, herpes simples e gengivite. Além disso, age como purgativo e anestésico local. A planta possui proteínas, carboidratos, cálcio, ferro, fósforo, vitamina B1, B2, B3 e C e é indicada ainda para combater a anemia, asma, malária, febre, escorbuto, doenças das vias urinárias, dores de garganta, cáries e aftas, além de melhorar a digestão e estimular a secreção gástrica.

Como consumir?

A planta é muito usada como complemento de alimentos da culinária amazonense, rondoniense, acriana e paraense. Pode ser preparada de forma semelhante a couve refogada, preparando com cortes finos e refogando com azeite, alho e sal. Suas folhas podem ser usadas tanto secas como frescas em saladas e cozidas, ou ainda na forma de chá.
Para preparar o chá, use a proporção de 10 g das folhas de jambú para cada 500 ml de água. Em um recipiente, coloque a água e leve para ferver. Coloque as folhas em outro recipiente e reserve. Quando a água alcançar fervura, jogue por cima das folhas e tampe em seguida, durante aproximadamente 10 minutos. Em seguida, coe a mistura e consuma. A dose indicada é de três xícaras ao dia.

Contraindicações

O consumo, quando em excesso, pode provocar aborto devido à sua ação sobre o útero que gera contrações.
Fonte:http://beneficiosnaturais.com.br/

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Ipê amarelo – Propriedades e benefícios



Ipê amarelo - Propriedades e benefícios







A árvore conhecida como ipê amarelo pertence à família das bignoniaceae, e também é conhecida como pau d’arco amarelo, ipeúva e piúva. Com casca lisa ou rugosa, a árvore é frondosa e apresenta folhas com pelos estrelados curtos e cálice piloso. Seu fruto é uma cápsula alongada e seu florescimento acontece entre os meses de agosto e outubro. Com muitas espécies como a Tabebuia caraíba, a Tabebuia bellozoi e a Tabebuia longiflora, a planta é magnífica e pode ter seu plantio feito por meio das sementes. Típica da América Tropical do México até a Argentina, a planta está presente no Brasil em grandes concentrações, sendo uma das mais belas árvores do país.

Propriedades e benefícios

O ipê amarelo possui, além de sua beleza estrondosa, algumas propriedades medicinais que podem ser extraídas da casca, das folhas, dos ramos jovens e das flores. As entrecascas devem ser, antes de usadas, secas ao sol e conservadas em sacos de pano para que, posteriormente, sejam moídas para virar pó. Já as folhas e flores podem ser usadas frescas ou secas à sombra.
Seus benefícios podem ser usados para combater dermatoses, pruridos, coceiras, eczemas, inflamações da gengiva e da garganta. Além disso, existem relatos de que a planta pode ser usada ainda como antitumoral e analgésico. Entre seus princípios ativos podemos encontrar a saponinas, taninos, antibiótico natural, minerais e flavonoides.
Pode ser usada ainda para tratamento de amigdalites, estomatites, infecções renais, dermatites, varizes e algumas doenças dos olhos. Suas propriedades envolvem ainda ação como febrífuga, cicatrizante, antidiarreicas, anti-inflamatórias e anti-infecciosas. A raiz da planta pode ser usada como antigripal, enquanto os brotos podem ser usados como antisséptico e depurativo.
É eficaz ainda no combate à anemia e às verminoses, além de combater todo o mal-estar que é causado pelo consumo excessivo de álcool.

Como usar?

Para combater a ressaca, mastigue um pedaço do caule, mas atenção: não engula.
Para fazer o chá, em um recipiente, coloque uma colher de chá do pó e reserve. Em outro recipiente, coloque uma xícara de chá de água e leve ao fogo. Quando alcançar fervura, adicione na xícara por cima do pó e abafe a mistura por aproximadamente dez minutos. Em seguida, coe a mistura e consuma. A dose indicada é de uma xícara de chá duas vezes ao dia.

Contraindicações e efeitos colaterais

O consumo da planta é contraindicado para gestantes e mulheres em período de lactação. Quando consumido em doses elevadas, pode ocasionar náuseas, vômitos, diarreia e pode causar aborto.
Fonte:http://beneficiosnaturais.com.br/

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Branco, nude, cores "candy" e laranja são os esmaltes do verão.

No verão de 2015, o clássico vermelho dá um respiro às unhas para abrir espaço para o laranja em todas as suas versões: cintilante, vibrante, coral, cremoso, candy, e por aí vai. "Você pode usar na mão e no pé ao mesmo tempo, que fica ótimo", sugere a manicure Carmen Lucia Luiz, do MG Hair.
Ela e Gi Camargo, do "nail bar" que leva o nome dela em São Paulo, apostam no branco como a cor mais quente da temporada. "Muitas clientes já estão pedindo aquele branco bem denso. É legal usar no verão, porque faz um contraste com o bronzeado", comenta Gi. "Combina com o estilo anos 70, que está super em alta", completa Carmen.
As cores candy chegam para completar com leveza o visual divertido que a estação pede. Gi também aponta o clássico nude como a tendência mais diferente desse verão. "Sempre vemos mais no inverno, mas agora também veio em todas as coleções dessa estação". Ela dá a dica para manter as unhas nude e brancas bonitas também na praia: "Faça uma leve massagem com pasta de dente sobre o esmalte. Isso tira o amarelado", ensina. 
Fonte:http://mulher.uol.com.br

Receita de Farofa rápida de calabresa.


Foto: Shutterstock
Ingredientes
  • 4 colheres (sopa) de margarina
  • 1 linguiça calabresa sem pele em cubos
  • 1 cebola grande picada
  • 1 lata de milho verde escorrido
  • 3 xícaras (chá) de farinha de milho
  • Sal e pimenta do reino a gosto
Modo de preparo
  • Aqueça a margarina em uma panela em fogo médio e refogue a calabresa e a cebola por 5
 minutos ou até dourar.
  • Acrescente o milho e refogue por 3 minutos.
  • Adicione a farinha de milho, sal e pimenta e refogue por mais 5 minutos, mexendo sempre.
  • Transfira para uma vasilha e sirva em seguida.
  • Se desejar, decore com folhas de salsa.
Rendimento: 6 porções



Fonte: Comida e Receitas

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Como eliminar os cravos

eliminar cravos

Vamos combinar, não há produção que segure uma pele cheia de cravos…e no verão fica ainda mais difícil camuflar esses indesejáveis pontinhos, claro, pois nessa época usamos bem menos maquiagem, frequentamos praias e piscinas, e mostrar a cara lavada é inevitável.
Mas calma, a boa notícia é que é possível, sim,eliminar cravos do rosto sem precisar gastar rios de dinheiro com clínicas estéticas oulimpezas de pele. Quer saber como? Basta seguir algumas dicas e passos que daremos aqui, e poderá se ver livre desses pontinhos feiosos, e o melhor é que, isso sem machucar ou marcar a pele. Se interessou? Então, acompanhe esse artigo:
Bem, antes de mais nada é preciso saber que existem dois tipos de cravos: os brancos e os pretos. Os cravos brancos são conhecidos como cravos fechados e ficam elevados na pele, tornando sua remoção bem mais fácil. Por outro lado, os pretos preto, ganham essa denominação porquê são aqueles abertos, acontecem em um poro dilatado da pele, que oxida após o contato da poluição com a oleosidade e o sebo do interior do poro (pequeno orifício na superfície da pele), assim, ficando com essa cor mais escura.
Vale alertar que as unhas podem machucar a pele e deixar marcas, profundas ou não, porém, definitivas, por isso, para eliminar cravos sem resultar em prejuízos é preciso seguir as dicas que daremos abaixo:
Porém, todo o cuidado é pouco quando se trata de eliminar cravos você mesma, embora inofensivos, podem resultar em marcas, se não forem removidos da forma certa, portanto, é preciso ficar atenta quando tentar extraí-los, se estiverem endurecidos, por exemplo, este pode não ser umcravo e sim um millium, nesse caso, somente um profissional, a esteticista, deverá removê-lo, pois necessita de um cuidado maior.

Dicas para eliminar cravos com sucesso:

Dicas para eliminar cravos com sucesso
– Se certifique de que sua pele esteja muito limpa, livre de qualquer resíduo de poluição, suor oumaquiagem antes de tentar remover ou eliminar cravos.
– Todo cuidado é pouco nessa hora, pois, se a pele não estiver bem higienizada, poderá até surgirespinhas no local de onde o cravo foi retirado, pois a pele possui bactérias naturais e, ao eliminar cravos, se abrirá pequenos espaços, que podem se tornar  ideais para a proliferação de bactérias como a Propionibacterium Acnes, bactéria da acne.
– Uma outra dica é ficar atenta para o fato de que as unhas grandes são as maiores causadoras de lesões e marcas no rosto, por isso, o ideal é cortá-las, mas, mesmo assim, com as unhas curtas, vale usar um algodão para envolver os dedos que forem manipular o cravo, auxiliando na remoção dos cravos e diminuindo a chance das marcas conhecidas como seqüelas de acne.
– Vale prevenir esse problema, mantendo a pele sempre limpa, para isso, a dica é esfoliar o rosto de uma a duas vezes por semana, higienizar a pele pela manhã e à noite com sabonete facial e tônico, e usar SEMPRE protetor solar.
saiba como eliminar cravos
– Hidratar a pele é fundamental, porém, para fazer isso, é preciso escolher o hidratante ideal para seu tipo de pele, optando pelos oil free, não comedogênicos. A dica é consultar uma esteticista ou dermatologista.
– E, por fim, mas não menos importante, beba MUITA água, tenha uma alimentação balanceada, controle o estresse e pratique exercícios.

Passo a passo para remover os cravos

Passo a passo para remover os cravos
– Primeiramente, fazer a higiêne, lavando bem o rosto com sabonete, um adstringente é o ideal.
– Depois, aplique um esfoliante, que pode ser caseiro – basta juntar meia colher de chá de pó de café com uma colher de iogurte natural, misturar e aplicar com movimentos circulares, massageando delicadamente, sua pele ficará super macia e hidratada com esse esfoliante.
– Então, chegou a hora de tonificar a pele, que também pode ser com uma receita caseira: bata no liquidificador metade de um copo de soro fisiológico com cerca de 3 cm de pepino até ficar bem liquido. Umedeça dois algodões no tônico e aplique sobre o rosto. Não precisa enxaguar.
– Depois de tonificar, pegue meio copo de água morna, coloque 10 gotas de óleo essencial de melaleuca e use para umedecer cerca de 2 cm de algodões. Depois, coloque-os sobre o rosto, deixe a pele relaxada por 20 minutos com os algodões para ajudar a eliminar cravos.
– Agora, já com a pele limpa e com os cravinhos amolecidos, lave bem as mãos para removê-los, porém, se certifique de que as unhas estejam curtas para não ferir e marcar a pele. Envolva algodões umedecidos em água nos dedos indicadores, retire os algodões que estão na região que você vai realizar a extração. Com a ajuda de um espelho, comece a extração, pressionando sem utilizar as unhas, apenas as pontas dos dedos.
– Após extrair os cravos, aplique novamente o tônico caseiro de pepino em toda a face para remover qualquer resíduo dos cravos. Não precisa enxaguar.
– Então, chegou a vez de aplicar uma colher de iogurte natural no rosto, para acalmar a pele e hidratá-la. Deixe agir por cerca de 15 minutos e retire com água.
receita caseira para eliminar cravos
E pronto, lá se foram os cravos e agora sua pele está linda e sem pontinhos pretos
http://www.sitedebelezaemoda.com.br/

Cipó cravo – Benefícios e propriedades


O cipó cravo, de nome científico Tynnanthus fasciculatus, é uma planta da família das Bignoniaceae, e é também popularmente conhecida como cipó-trindade. Encontrada principalmente nas matas dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais, esta planta recebe este nome porque exala um aroma de cravo.
Trata-se de uma planta volúvel, de cor castanho-avermelhada e que prefere crescer em solos secos, arejados, sombreados e ricos em matéria orgânica. Os seus princípios ativos incluem alcaloides, taninos, eugenol, óleo essencial, tinantina e ácido tânico.
Cipó cravo - Benefícios e propriedades
Foto: Reprodução
Assim como muitas outras plantas com propriedades medicinais, o cipó cravo é conhecido há séculos na medicina popular, sendo historicamente muito usado pelos caboclos e na perfumaria. Recentemente, foram realizados estudos de suas propriedades farmacológicas: pesquisadores do departamento de Psicobiologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) realizaram testes com camundongos e comprovaram o efeito analgésico deste arbusto.
Os princípios amargos presentes na planta aumentam as secreções digestivas e também foi verificado um efeito anti-helmíntico.
Confira a seguir as propriedades, os benefícios e as indicações de uso do chá de cipó cravo:

As propriedades medicinais

  • Analgésico;
  • Afrodisíaco;
  • Digestivo;
  • Estimulante;
  • Antirreumática;
  • Fortificante.

Os benefícios e as indicações de uso

Devido às suas propriedades, o cipó cravo é conhecido e indicado para aliviar azia, diarreia, má digestão, gases, sintomas da gastrite e outros problemas de estômago, atuando como um excelente analgésico. Além disso, esta planta também é famosa por ter efeito afrodisíaco e estimulante tanto em homens como em mulheres.

Como preparar o chá de cipó cravo?

Para usufruir dos benefícios proporcionados pelo cipó cravo, basta preparar o chá da erva, seguindo os seguintes procedimentos:
Adicione duas colheres de cipó cravo a um litro de água e deixe ferver por cerca de 10 minutos. A indicação de consumo é de 2 a 3 xícaras deste chá ao dia. Como afrodisíaco, recomenda-se tomar de 1 a 5 ml e no máximo três vezes ao dia.

Precauções

Não foram encontradas contraindicações e efeitos colaterais para a utilização do cipó cravo, no entanto, deve-se ter sempre atenção com a quantidade ingerida, como qualquer outra planta. Lembre-se que a automedicação pode ser muito perigosa e um especialista deve ser consultado antes do início de qualquer tratamento.
Fonte:http://beneficiosnaturais.com.br/