quarta-feira, 4 de maio de 2016

Entendendo a queda de cabelo




Símbolo  político de resistência, beleza, muito mais do que função de proteção do couro cabeludo e pele, o cabelo tem impacto psicológico sobre a vida das pessoas.
Na minha opinião pessoal a beleza não está associada ao cabelo. Conheço pessoas que optam por raspar a cabeça e são lindas, e pretendo falar mais sobre isso em outra postagem. Hoje nosso post é sobre a queda do ponto de vista de saúde.
Se pro organismo o cabelo não tem função vital, para a alma a relação é inversa. Os problemas capilares trazem sentimento de insegurança, baixa de autoestima o que muitas vezes é porta de entrada para problemas sérios como a depressão.

De todos os problemas do cabelo, o que mais assusta é a queda capilar. A sensação de ver o cabelo cair e não ter como controlar é a de impotência e extrema melancolia.
Há vários tipos de queda:   Tricose (quebra da haste do cabelo),  Xerose (quebra por ressecamento excessivo), eflúvio  telógeno (causado por  cirurgias, estresse, uso de medicamentos, uso de drogas, pós-parto,  doenças em determinados órgãos, dietas), alopecia ( cicatricial, androgenética, areata,  por quimioterapia). Deficiência nutricional e hormonal.
O grande vilão da queda é o estresse. O estresse é estado psicológico decorrente de conflito emocional que provoca alterações bioquímicas no organismo. A ansiedade (necessidade de viver no futuro) e o estresse são os vilões campeões em meus atendimentos como terapeuta capilar.
O estado de ansiedade (assim como o estresse) produz um hormônio chamado cortisol, que provoca queda capilar.   Quanto mais ansiosa a pessoa fica, mais fabrica cortisol. A queda aumenta gerando mais ansiedade, a ansiedade aumenta a queda e se cria um ciclo vicioso.
A má alimentação também é inimiga do cabelo saudável.  A nutrição do cabelo se dá de dentro pra fora. Quando há deficiência de ferro, proteína e vitaminas na alimentação sempre ocorre queda. Regimes desbalanceados sem acompanhamento médico são muito prejudiciais tanto pro cabelo quanto pro corpo.

Maus hábitos capilares: O suor acumulado no couro cabeludo causa quebra. Então se a pessoa tem 1001 hábitos saudáveis, mas só lava o cabelo 01 vez por semana, não vai ter o desenvolvimento saudável do fio.
É normal que caiam até 100 fios de cabelo por dia. Mas ninguém melhor do que você pra perceber se algo mudou no cabelo. Ao perceber alteração, não protele. Procure a ajuda de um profissional adequado. Um dermatologista, que vai fazer seu check-up, um terapeuta capilar que tem várias técnicas para ajudar a contornar os problemas capilares (tratamento complementar ao do dermatologista).
 A queda é causada por fatores internos no organismo, logo ações externas apenas não vão resolver o problema. Se você tem algum problema capilar fora de controle não deixe que se agrave. Procure ajuda.

Fontes: Como Vencer a Queda Capilar (Dr.Ademir Jr.), Curso Avançado de Tricologia (SBC).
http://www.cabeleiracrespa.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário